<$BlogMetaData$>

quarta-feira, setembro 27, 2006

113. FRÁGIL

Foto disponível no URL: Frágil

Põe-me o braço no ombro
Eu preciso de alguém
Dou-me com toda a gente
Não me dou a ninguém
Frágil
Sinto-me frágil

Faz-me um sinal qualquer
Se me vires falar demais
Eu às vezes embarco
Em conversas banais
Frágil
Sinto-me frágil

Frágil
Esta noite estou tão frágil
Frágil
Já nem consigo ser ágil

Está a saber-me mal
Este Whisky de malte
Adorava estar "in"
Mas estou-me a sentir "out"
Frágil
Sinto-me frágil

Acompanha-me a casa
Já não aguento mais
Deposita na cama
Os meus restos mortais
Frágil
Sinto-me frágil

Frágil
Esta noite estou tão frágil
Frágil
Já nem consigo ser ágil
Jorge Palma

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 21:52   8 REFLEXUS

segunda-feira, setembro 18, 2006

112. MATRÍCULAS 2006/07

Foto disponível no URL: Universidade de Évora
Olá a todos,

esta semana irei estar um pouco ausente, é que estou a trabalhar nas matriculas (Pró-Reitoria para a Política da Qualidade e Inovação) dos candidatos colocados na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso 2006/2007, irão decorrer de 18 a 22 de Setembro de 2006 na Universidade de Évora (Edifício do Espírito Santo - Claustros).

A todos quero desejar muitas felicidades por terem entrado na muy nobre e ilustres Universidade de Évora ...

Aproveito deixo-vos um poema de uma das tunas da nossa Universidade, Seistetos, dedicado ás caloiras:


"Caloira"

Ai caloira, ai caloira, ai caloira!
Ai santinha, ai santinha, ai santinha!
Se soubesses p’ra onde vais,
Não largavas a mãezinha.

Não largavas a mãezinha,
Escapavas à tesoira,
Ai santinha, ai santinha, ai santinha!
Ai caloira, ai caloira, ai caloira!

Eu não gosto nem brincando,
Dizer adeus a ninguém,
Quem parte leva saudades,
Quem fica saudades tem.

No meio de tanta gente,
Dois olhos me estão matando,
Matem-me devagarinho,
Que eu quero morrer cantando.

Se algum dia te quis bem,
Esse tempo acabou,
Agora olho p’ra ti,
Foi jeito que me ficou.

Letra: Nuno Tirapicos/ Seistetos
Música: Popular/ Seistetos
CD: Anda ká k’eu nãtalêjo

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 18:04   8 REFLEXUS

sábado, setembro 16, 2006

111. BOM FIM-DE-SEMANA...

Foto disponível no URL: Macaco

Caros amigos e amigas tenham um óptimo fim-de-semana com muita alegria e folia... eu amanhã ainda irei estar resolver constrangimentos na PT Contact (Sapo adsl/Telepac)... se precisarem de alguma ajuda contactem-nos e do outro lado da linha ouvirás:
"Boa noite fala o Pedro Nobre em que posso ser útil?"...

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 00:30   2 REFLEXUS

110. AINDA PEGA MODA...

Foto disponível no URL: Top Disparates

Tenho o prazer de vos apresentar o último grito em moda e tecnologia. Um produto dois em um, serve de bolsa de transporte e em simultâneo de auricular... já disponível num mercado junto de si, o preço desconheço. Prático, cómodo e tens a possibilidade de teres sempre junto do ouvido e pronto a receber uma chamada...

Deixo-vos um desafio inventa um slogan para este produto para uma hipotética campanha publicitária...

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 00:23   0 REFLEXUS

quarta-feira, setembro 13, 2006

109. CADA LUGAR TEU

Foto disponível no URL: Conchas

Cada Lugar Teu
Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só

Eu vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Mafalda Veiga

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 00:32   3 REFLEXUS

segunda-feira, setembro 11, 2006

108. SER POETA

Foto disponível no URL: Free

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!
Escrito por Florbela Espanca

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 00:05   6 REFLEXUS

sexta-feira, setembro 08, 2006

107. NA ESCURIDÃO DA NOITE

Foto disponível no URL: Escuridão

A noite já vai alta
Negra e escura
Candeeiros iluminam tal beleza
Beleza que tantos encantos trazes
O silêncio cheio de música
Muito te faz sonhar
Sonho que trazeis à mente
Mente que ilusões te cria
Um mundo que ninguém vê
Em que tu acreditas e te faz viver
Uma janela observas
E nada vês
Ser imaculado que estás aí
Acordai
A noite chama por ti
Uma luz se acende
Será que já é dia?!
Não.
É sinal de presença
Mas...
O que irás fazer?!
Se vives num mundo desconhecido
Pedro Nobre

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 15:47   2 REFLEXUS